sexta-feira, 29 de junho de 2012

A RESSURREIÇÃO DE JESUS - INFANTIL


5. A ressurreição de Jesus
“Ele não está aqui; ressuscitou” (Mateus 28.6).
Mas, depois de sepultado, Ele ressuscitou! Jesus não continuou morto – Ele voltou a viver. Que grande alegria e esperança! Temos um Senhor vivo que quer nos perdoar e salvar do castigo


Fonte: http://qualqueroutro.wordpress.com

A MORTE DE JESUS - INFANTIL


4. A morte de Jesus
“Cristo morreu pelos nossos pecados” (1 Coríntios 15.3).
A Bíblia ensina que todos têm de ser castigados por sua desobediência a Deus. Esse castigo é a morte eterna no inferno. Jesus sofreu o castigo por nós. Ele deu Sua vida na cruz para pagar pelos pecados de todo o mundo.


Fonte: http://qualqueroutro.wordpress.com

A VINDA DE JESUS - INFANTIL



3. A vinda de Jesus
“Deus enviou seu Filho” (Gálatas 4.4).
Por amar todas as pessoas, Deus enviou Seu Filho Jesus, para elas voltarem a viver bem com Ele. Jesus nasceu em Belém. José e Maria cuidaram do menino até que Ele crescesse.

Fonte: http://qualqueroutro.wordpress.com

O PECADO - INFANTIL



2. O pecado
“Deus perguntou: Você comeu do fruto da árvore da qual lhe proibi comer?” (Gênesis 3.11, NVI).
Mas o Diabo, por meio da serpente, tentou Eva. Então ela e Adão desobedeceram a Deus. Desobediência é pecado. Por isso, eles foram expulsos do Paraíso e ficaram longe de Deus.


Fonte: http://qualqueroutro.wordpress.com

A CRIAÇÃO DO MUNDO - INFANTIL


1. A criação do mundo

“No princípio, criou Deus os céus e a terra” (Gênesis 1.1).
Deus criou o mundo e tudo o que existe: o céu, a terra, o mar, as plantas, os animais… Criou também o homem e a mulher, que viviam bem com Ele e eram muito felizes.


Fonte: http://qualqueroutro.wordpress.com

Junta de Missões Mundiais da Convenção Batista Brasileira completa 105 anos de fundação



A Junta de Missões Mundiais (JMM) completou 105 anos de fundação nesta quarta-feira, 27. A instituição foi criada no ano de 1907, durante a 1ª Assembleia da Convenção Batista Brasileira, realizada em Salvador, Bahia. No ano seguinte, em 1908, foi enviado o primeiro missionário para o Chile.

A Organização, que inicialmente foi denominada de Junta de Missões Estrangeiras, nasceu com o propósito de evangelizar as nações, e no decorrer de mais de um século de existência, tem alcançado atuado em vários países do mundo. Ela passou a ser chamada de Junta de Missões Mundiais em 1980, mesmo ano em que foi criado o Programa de Adoção Missionária (PAM).

Inspirado nas atividades da Junta de Missões Mundiais, foi criado o Dia de Missões Mundiais, no ano de 1946, entrando para o calendário oficial da Igreja Batista oficialmente no segundo domingo do mês de março.

Atualmente, são 728 missionários enviados pela Junta de Missões Mundiais, presentes em mais de 60 países no mundo, assistidos pela Igreja Batista Brasileira.

Fonte: Gospel+

NOSSA MISSÃO NO BAIRRO VISCONDE EM MACAÉ-RJ - PARTE 3
























MISSIONÁRIA JAQUELINE CLEM BRAGA JUNTAMENTE COM O PASTOR CHARLES MACIEL VIEIRA FAZEM A MISSÃO

NOSSA MISSÃO NO BAIRRO VISCONDE EM MACAÉ-RJ - PARTE 2










MISSIONÁRIA JAQUELINE CLEM BRAGA MINISTRANDO E DIRIGINDO A MISSÃO JUNTAMENTE COM O PASTOR CHARLES MACIEL VIEIRA

NOSSA MISSÃO NO BAIRRO VISCONDE EM MACAÉ-RJ - PARTE 1













MISSIONÁRIA JAQUELINE CLEM BRAGA JUNTAMENTE COM O PASTOR CHARLES MACIEL VIEIRA FAZEM A MISSÃO NO BAIRRO VISCONDE EM MACAÉ-RJ

sábado, 23 de junho de 2012

Pastor Abílio Santana manda fiel “calar a boca em nome de Jesus” durante culto. Assista na íntegra



Na última semana um vídeo do pastor Abílio Santana circulou na internet causando uma grande polêmica. Na gravação, do final do ano passado, o pastor aparece no meio de uma pregação mandando que uma mulher que estava no culto “cale a boca em nome de Jesus”. Ele pede para que a irmã pare de atrapalhar seu trabalho e exige que ela se cale.

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

A gravação causou indignação nas redes sociais e em diversos blogs e sites evangélicos, que destacaram a atitude de Santana como uma falta de respeito e educação.

O Pavablog destacou ainda o fato de que o site do pastor vende vários títulos honoríficos como “Doutor em Teologia Dogmática” e “Doutor em Psicanálise”, além de ser reproduzido em diversos outros sites de supostas entidades como “Convenção das Igrejas e Comunidades Autônomas e Independentes” e “Convenção Europeia de Pastores”. Todos esses sites se destacam por, apesar de terem nomes e aparências diferentes trazem sempre o mesmo conteúdo.

A venda desses títulos chama também atenção por estar sempre relacionadas ao pagamento de valores específicos e trazerem como requisitos ser “conferido para Intelectuais, Sábios ou Professor de nível universitário ou não, ter desempenhado em suas funções destaque, como: Pastor, Teólogo, Palestrante, Escritor e Obreiro, podendo ou não estar exercendo docência na sua área de atuação”. Os sites falam também sobre tais certificados que “para fazer jus a este elevado e soberano título não é necessário fazer algum curso/concurso, ou defender tese, trata-se de um título internacional”.

No site do pastor encontram-se também links para a “Faculdade Gospel”, um site que oferece cursos à distância, e que em sua descrição afirma “antecipar-se às tendências e a preocupação em formar Pastores alinhados às expectativas do mercado”, e coloca como sendo sua missão “contribuir para a construção de um mundo melhor, produzindo conhecimento e formando Pastores criativos e empreendedores, capazes de ter sucesso em sua vida pessoal, social e Espiritual”. Em uma busca pelo site do MEC, não foi possível encontrar nenhuma menção ao registro de alguma faculdade com esse nome.

Assita ao vídeo:

Fonte: Gospel+

Fonte: http://noticias.gospelmais.com.br/

Presidiários formam coral e se apresentam na Igreja Batista da Lagoinha

Um coral formado por presidiários da Penitenciária de Segurança Máxima Nelson Hungria se apresentou no domingo, dia 17, na Igreja Batista da Lagoinha. O grupo de música gospel nasceu dentro da prisão, após os integrantes se converterem à religião evangélica, através de trabalhos de evangelização desenvolvidos pelas igrejas dentro das penitenciarias.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica GospelOs presidiários participaram do culto e também subiram ao púlpito para apresentar duas canções, uma delas foi a música “Galhos secos”,que ficou conhecida recentemente como “Para nossa alegria”.
Os membros da igreja se emocionaram com a apresentação e ficaram de pé para cantar junto com o coral, que ainda cantou outras músicas, o hino “Porque Ele vive”, “Preciso de Ti”, do Diante do Trono, dentre outras . Após o culto o grupo retornou para a penitenciaria.
Assista a um trecho da apresentação:

Fonte: Gospel+

Fonte: http://noticias.gospelmais.com.br

terça-feira, 5 de junho de 2012

Missões Brasil: Um SOS vindo do Pará




Sou a Missionária Kelem Gaspar ( missgaspar@ig.com.br), e há sete anos, eu, meu esposo Dulcival e nossa filha Eduarda estamos trabalhando no município de Maracanã, interior do Estado do Pará, somos ligados a Assembleia de Deus no estado do Pará e mantidos pela Assembleia de Deus de Madureira em Nova Venécia, no ES. Nos anos anteriores eu trabalhei com missões indígenas e ribeirinhas no Brasil, na Bolívia e no Peru. Viemos para cá para desenvolver um trabalho missionário nessa região e, no início não foi fácil, passamos anos morando em uma pequena casa de palha, sem água encanada e sem luz elétrica, mas sabíamos que Deus havia nos trazido para cá. Certa vez, descobri uma enorme cobra jibóia morando entre meus livros. Foram anos de muita luta.

Tenho dedicado minha vida desde os quinze anos ao serviço do meu Senhor Jesus e, se tivesse mil vidas, eu as viveria da mesma maneira. Porque meu Deus é absolutamente fiel e totalmente digno de confiança. Estar no centro da vontade de Deus não significa que não somos provados ou que não sofremos, mas significa que Deus está conosco em meio as provações e sofrimentos.

Estamos desenvolvendo três projetos, o primeiro, Deus colocou em nosso coração para atender as crianças da comunidade, que precisavam de ajuda na alfabetização, na complementação alimentar e na evangelização e discipulado. Para nos ajudar com esse projeto, Deus levantou a missionária Nalvinha (nalvinhamissionaria@hotmail.com) uma jovem solteira, pedagoga, altamente comprometida com o reino e com a sua chamada missionária. Ela nos foi enviada pela IEADERN ( Assembleia de Deus do Rio Grande do Norte), e tem se dedicado muito a essa tarefa. Iniciamos o projeto para atender 10 crianças, já que nós tínhamos que arcar com os custos com alimentação e material escolar. Mas Deus mandou mais crianças do que o esperado, hoje estamos com 58 crianças matriculadas. O nome da creche escola é PENIEL, que significa vendo Deus face a face. E vemos diariamente pequenos milagres acontecendo.


Depois de muita espera, Deus nos deu a vitória de termos nosso uniforme, na creche escola Peniel. Obrigado ao Pr. Joel Conceição (Salvador-Ba)que se envolveu nesse projeto e não parou até vê-lo concretizado. Para nós e para nossas crianças, significa muito

Muitas de nossas crianças, vivem em casas de barro, seus pais são catadores de caranguejo e são mal alimentadas. Ás vezes perguntamos: o que você almoçou hoje? e a resposta é: chibé ( água com farinha). Corta o coração. Muitos chegaram aqui sem saber ler e sem conhecer nada do alfabeto.É um trabalho árduo. Mas, o mais importante é que aqui essas crianças conheceram a Deus, aprenderam a orar, a cantar os hinos da harpa, estão memorizando as escrituras e modificando suas condutas. O projeto já está no seu segundo ano.

O milagre das maçãs

Um dia, um dos alunos disse que sua fruta preferida era maçã, mas que ele nunca havia comido, só visto. Eu fui correndo ver quanto tinha no caixa da creche... mas o valor não dava para comprar uma maçã para cada aluno, então convidei a turma para orar e oramos para que Deus nos desse maçãs. No final de semana seguinte fui pregar na cidade de Castanhal e o dirigente nos deu de oferta, sem que eu tivesse dito nada, uma caixa cheinha de maçãs. É assim que o nosso grande Deus, demonstra estar atento ao desejo de uma pobre criança no meio da selva amazônica.

Crianças assistidas pela missão no Pará

Além da merenda diária, tivemos que contratar 3 professores e 6 ajudantes para ajudarem no trabalho, cada professor recebe a ajuda de R$ 150,00 e cada ajudante recebe R$ 25,00 por mês. É pouco, mas todo mês precisamos de um milagre para cobrir essa folha de pagamento. E ainda tem o fato de que muitas crianças, ao precisarem de qualquer coisa, pedem aqui, seja uma sandalinha, uma calcinha, um remédio, uma roupinha...tudo. São muitas as necessidades. Mas Deus tem nos ajudado.

Então, iniciamos pela fé, a construção da creche, fizemos dois bazares e alguns outros eventos para levantar recursos para a construção. Estamos lutando a mais de um ano e a construção ainda está longe de acabar. Na quinta feira passada, recebemos uma oferta de R$5.000,00 em material de construção, pedi ao pedreiro para fazer a relação de material para essa etapa, o orçamento deu R$ 9.000,00 mais R$ 2.000,00 de mão de obra. Fiquei sem saber o que fazer. Então cortei R$ 2.000,00 da lista, paguei R$ 1.000,00, parcelei R$ 1.000,00 no cartão de crédito e preciso de mais R$ 2.000,00 para pagar a mão de obra dessa primeira parte do serviço. ( que inclui reboco, telhado e banheiro). Vai ficar faltando cozinha, refeitório e piso. Mas estamos avançando. Jesus é bom.

A construção da creche parou por falta de recursos.

O segundo projeto é o Projeto Rio Jordão, no Derrubado, que é uma comunidade distante 40 minutos de barco daqui de Maracanã. Enviamos dois missionários, Paulo e Bia (abiasramos@ig.com.br) para trabalharem para Jesus nesse lugar, eles foram cheios de amor e tem se dedicado muito a propagação do evangelho, muitas vezes, eles tem dividido sua cesta básica com os irmãos, que sobrevivem basicamente da bolsa família e da pesca. A distancia entre as casas é grande e eles andam quilômetros a pé, para visitar as famílias, e sentarem-se para dividir um pouco de farinha e ás, vezes um caldo de feijão. Paulo e Bia recebem uma ajuda da Assembleia de Deus em Mosqueiro-Pa e de Nova Venécia-ES. Mas somando as duas ainda não chega a um salário mínimo, eles tem orado muito por uma moto e por uma canoa com motor para poder atender outras comunidades ribeirinhas. Só um milagre.


O terceiro projeto é o curso de missões Pakau Oro Mon, que tem 6 alunos e funciona aos sábados aqui na sede do projeto. Esse curso prepara missionários para alcançarem outras culturas para Cristo. Temos nos esforçado manter esse curso funcionando. Desejamos expandi-lo, formar mais missionários, ajudá-los em seu projetos para salvar os perdidos. Enfim, conquistar para o Cordeiro a recompensa pelos seus sofrimentos. Temos consciência de que fazemos muito pouco e nada além de nossa obrigação, mas se tivermos sua ajuda, vamos fazer muito mais. Tudo o que chega aqui é investido no Reino, nossa meta são as almas.

Kelem Gaspar
(91) 96321640
Banco do Brasil
Ag 1436-2
C/c 6993-0.
Você também poderá ajudar com envio de roupas, calçados, livros, material escolar e o que mais se dispuser. A forma de envio mais em conta é através do transporte da Itapemirim. Na encomenda deve ir identidade e cpf do destinatário, no caso a Kelem Gaspar, esses dados podem ser pegos com a própria Kelem no telefone acima.

Deus abençoe a todos.

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Vá com calma ! Saúde Fisica e Emocional



As pessoas hoje se esforçam demasiadamente, exigem de si mesmas mais do que podem dar, lutam freneticamente para ganhar mais dinheiro, ficar mais bonitas ou dominar seus sentimentos de inferioridade. De um modo geral, os fins não justificam os meios, a riqueza material não pode, indiscutivelmente, compensar a perda da saúde de ninguém. Vemos todos os dias uma porção de pessoas visivelmente ansiosas e apressadas. Algumas dão a impressão de que estão relaxadas, mas na verdade não passam de mestres na arte de simular. Qual o preço do sucesso material? Vale uma hipertensão? Compensa o sacrifício da saúde? Milhões de pessoas sofrem atualmente de excesso de tensão, uma doença mais comum do que um simples resfriado. É rara a pessoa que pode se classificar como calma. De uma maneira ou de outra, a hipertensão provavelmente afeta mais pessoas e é mais danosa do que todas as doenças que nos deixam aflitos, tais como o câncer e o ataque cardíaco. Precisamente como a tensão é capaz de fazer-lhe mal, o relaxamento pode ser salutar. Médicos de renome tem citado o relaxamento como benéfico para os que sofrem de problemas do coração, prescrevendo-o como meio de alivio e até mesmo de cura para pacientes que trabalham sob pressão. Pesquisadores no campo da medicina psicossomática comprovaram a íntima conexão entre a saúde física e emocional Maltz (1967).
Prof. Dr. Luiz Barreto


Pesquisa: Pr. Charles Maciel Vieira

domingo, 3 de junho de 2012

O Codex Alexandrinus



O Codex Alexandrinus, também conhecido como Manuscrito 'A', pertence à primeira metade do século V. Este códice contém a Septuaginta e grande parte do Novo Testamento. Juntamente com o Codex Sinaiticos e com o Codex Vaticanus, este é um dos mais completos manuscritos gregos antigos da Bíblia. Este manuscrito recebe o nome de Alexandria, lugar onde se acredita que ele foi originalmente escrito.

O texto deste codex foi escrito em grego uncial, disposto em duas colunas, com 46 a 52 linhas por coluna e 20 a 25 letras por linha. As linhas iniciais de cada livro são escritas em vermelho e cada uma das seções é marcada com uma grande letra na margem.

O manuscrito contém a cópia completa da LXX, incluindo os livros deuterocanônicos de III e IV Macabeus, Salmo 151 e o 14 Odes. A Epístola a Marcellinus, atribuída a Atanásio, bem como o sumário dos Salmos, atribuído a Eusébio, foram acrescentados antes do Livro de Salmos. Este codex também contém todos os livros do Novo Testamento, incluindo acrécimos de I e II Clemente.

Contém tábulas do κεφαλαια, κεφαλαια, τιτλοι, as Seções Amonianas, e os Cânones Eusebianos.


Pesquisa: Pr. Charles Maciel Vieira

Mea Shearim






Mea Shearim


Mea Shearim (significado literal: cem portas) é um famoso bairro de Jerusalém,

habitado na sua maioria por judeus ortodoxos.Situa-se na proximidade das

muralhas da cidade velha de Jerusalém. Durante o Shabat as ruas são fechadas

e o transito impedido.


Fonte: http://pt.wikipedia.org

Pesquisa: Pr. Charles Maciel Vieira

Israel busca a paz mas se prepara para a guerra

Israel busca a paz mas se prepara para a guerra

Foto: Dover Tzhal

Os tempos parecem de PAZ, mas é assim que normalmente os inimigos de Israel se preparam para atacar o Estado de Israel, quando aparentemente tudo está tranquilo.

Em uma decisão um tanto escondida dos meios de comunicação, o Parlamento de Israel esta semana tomou uma decisão surpreendente, típica apenas de momentos em que o país se encontra debaixo de guerra. Os partidos de Israel e seu políticos votaram esta semana uma emenda de lei que permite as Forças de Defesa de Israel convocarem a qualquer minuto uma força equivalente a 22.000 mil soldados, algo muito superior ao número de combatentes utilizados nas últimas guerras ou grande operações do país.

Ainda esta semana

No começo da semana, o principal candidato a Residencia no Egito, Amram Mussa fez uma declaração surpreendente, dizendo que o acordo de Camp David(Acordo de Paz entre o Egito e Israel) está acabado, morto. Em Israel acreditasse que na realidade se trata de uma declaração que visa agradar aos ouvidos da população egípcia as vésperas das eleições, mas em Israel, há quem se encontre um tanto preocupado com tais declarações, dizendo que pelo visto as relações entre Israel e Egito estão descendo a ladeira rumo a um conflito iminente.

Ao mesmo tempo em que a fronteira sua está se aquecendo, esta semana, vários exercícios de defesa militar estão ocorrendo em cidades no centro do país como Petach Tikwah, Ramat Gan, Kiriat Ono, Givat Shmuel e muitas outras.

Diretor do Cafetorah

Fonte: http://www.cafetorah.com

Pesquisa: Pr. Charles Maciel Vieira

Os Muros e Portas de Jerusalém


Os Muros e Portas de Jerusalém

Salmos - Tehilim - Capitulo 62


  1. Por amor de Siäo näo me calarei, e por amor de Jerusalém näo me aquietarei, até que saia a sua justiça como um resplendor, e a sua salvaçäo como uma tocha acesa.
  2. E os gentios veräo a tua justiça, e todos os reis a tua glória; e chamar-te-äo por um nome novo, que a boca do SENHOR designará.
  3. E serás uma coroa de glória na mäo do SENHOR, e um diadema real na mäo do teu Deus.
  4. Nunca mais te chamaräo: Desamparada, nem a tua terra se denominará jamais: Assolada; mas chamar-te-äo: O meu prazer está nela, e à tua terra: A casada; porque o SENHOR se agrada de ti, e a tua terra se casará.
  5. Porque, como o jovem se casa com a virgem, assim teus filhos se casaräo contigo; e como o noivo se alegra da noiva, assim se alegrará de ti o teu Deus.
  6. O Jerusalém, sobre os teus muros pus guardas, que todo o dia e toda a noite jamais se calaräo; ó vós, os que fazeis lembrar ao SENHOR, näo haja descanso em vós,
  7. Nem deis a ele descanso, até que confirme, e até que ponha a Jerusalém por louvor na terra.
  8. Jurou o SENHOR pela sua mäo direita, e pelo braço da sua força: Nunca mais darei o teu trigo por comida aos teus inimigos, nem os estrangeiros beberäo o teu mosto, em que trabalhaste.
  9. Mas os que o ajuntarem o comeräo, e louvaräo ao SENHOR; e os que o colherem beberäo nos átrios do meu santuário.
  10. Passai, passai pelas portas; preparai o caminho ao povo; aplainai, aplainai a estrada, limpai-a das pedras; arvorai a bandeira aos povos.
  11. Eis que o SENHOR fez ouvir até às extremidades da terra: Dizei à filha de Siäo: Eis que vem a tua salvaçäo; eis que com ele vem o seu galardäo, e a sua obra diante dele.
  12. E chamar-lhes-äo: Povo santo, remidos do SENHOR; e tu serás chamada: Procurada, a cidade näo desamparada.
Fonte: http://www.cafetorah.com

Pesquisa: Pr. Charles Maciel Vieira

AS 12 PORTAS DE JERUSALÉM

AS 12 PORTAS DE JERUSALÉM

AS 12 PORTAS DE JERUSALÉM

ESTUDO BÍBLICO: Continuamente reconstruída sobre as suas próprias ruínas,
Jerusalém permanece como a cidade eterna do mundo...

Texto Bíblico: Is.26:1,2

INTRODUÇÃO

“Do hebraico dal, délet, sa’ar e do grego thyra e pyfê, pylõn, a palavra porta significa uma abertura que permite a entrada e a saída das pessoas de uma casa, um edifício, ou de uma cidade. Portas falam de decisões, vontade, escolha”.
Segundo a Bíblia, as portas comumente utilizadas naqueles dias eram de bronze (Sl 107.15,16), de ferro (At 12.10), e de madeira (Ne 3.6). As portas da cidade eram os lugares de maior afluência do povo, para conversas, passatempos, ou negócios (Pv 31.23; Jó 29.7; Am 5.10-12), processos judiciais (Dt 17.5) e leitura da Lei de Deus (Ne 8.1-3).
Como não havia praças nas antigas cidades da Palestina, o povo se concentrava junto às portas, que começaram, desde então, a ser sinônimo de lugar público, assim como as ágoras da Grécia, ou o Fórum Romano. Na ocasião das guerras, a guarnição de defesa era redobrada junto às portas; pois quando se conquistavam as portas era sinal de que a cidade fora subjugada!

I – JERUSALÉM

A mais famosa cidade do mundo, a sua história retrocede aos dias de Abraão quando do seu encontro com Melquisedeque, sacerdote de Salém, ocasião em que o patriarca lhe deu os dízimos dos despojos da guerra contra os monarcas caldeus (Gn 14.1-20).

A antiga Salém de Melquisedeque foi escolhida desde o limiar da história para ser nela realizada a redenção.

Para os judeus era ela a cidade do grande rei (Sl 48.2), a cidade santa (Js 52.1). O Salmo 122 nos dá idéia do que significa Jerusalém para as “tribos do Senhor”. No cativeiro babilônico os judeus assumiram um compromisso moral com Deus de nunca se esquecerem de Jerusalém (Sl 137.5,6).



II – AS PORTAS DE SIÃO (Ap 21.10-12)

Continuamente reconstruída sobre as suas próprias ruínas, Jerusalém permanece hoje como a cidade eterna do mundo, e comparada à nova Jerusalém, que marcará a consumação dos séculos!
Os muros e a forma que Jerusalém tem hoje são da época dos turcos otomanos. O sultão Suleiman II, o magnífico, em 1542 construiu os muros que ainda hoje cercam a cidade velha.

Das doze portas do período bíblico, hoje existem apenas oito, porém com outros nomes:

1 – Porta Nova
2 – Porta de Damasco
3 – Porta de Herodes
4 – Porta de Santo Estevão

5 – Porta Dourada
6 – Porta de Sião
7 – Porta dos Mouros
8 – Porta de Jafa

A Bíblia Sagrada, quando trata a respeito da reconstrução dos muros de Jerusalém, no Antigo Testamento no livro de Neemias, menciona as doze portas da cidade com os seus primitivos nomes:

1 – Porta do Gado
2 – Porta do Peixe (Porta de Damasco)
3 – Porta Velha (Porta de Jafa)
4 – Porta do Vale
5 – Porta do Monturo
6 – Porta da Fonte
7 – Porta do Cárcere
8 – Porta das Águas
9 – Porta dos Cavalos
10 – Porta Oriental
11 – Porta de Mifcade (da Atribuição)
12 – Porta de Efraim


O que temos em mente, neste estudo, é comentar sobre os símbolos das portas de Jerusalém dos dias distantes de Neemias.

III – NOMES, SÍMBOLOS E PROPÓSITOS ESPIRITUAIS

1) A Porta do Gado (Ne 3.1)
“E levantou-se Eliasibe, o sumo sacerdote, com os seus irmãos, os sacerdotes e edificaram a porta do gado, a qual a consagraram...”.

A porta do gado simbolizava consagração, mais tarde recebeu o nome de porta das ovelhas. Ficava nas proximidades do Templo; e do tanque de Betesda.
Sob o ponto de vista espiritual era a porta mais importante, pois de nenhuma outra a Bíblia diz que foi consagrada, somente esta!
É a porta de encontro com o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo! (Jo 10.7,9).
2) A Porta dos Peixes (Ne 3.3)

“E a porta do peixe edificaram os filhos de Senaa, a qual emadeiraram, e levantaram as suas portas com as suas fechaduras e os seus ferrolhos”.

É a porta dos pescadores, porta da dedicação profética; fala-nos de crescimento, reprodução.

Lembra-nos dos pescadores do mar da Galiléia chamados por Deus para serem seus discípulos, tornando-se então, pescadores de homens (Mt 4.18-22).

3) A Porta Velha (Ne 3.6)
“E a porta velha, repararam-na, Jeoiada, filho de Paséia; e Mesulão, filho de Besodéias; estes a emadeiraram, e levantaram as suas portas com as suas fechaduras e os seus ferrolhos”.
A porta velha simbolizava a tradição e a história falada dos hebreus, o tesouro antigo, acerca das gerações de sua origem.
No sentido espiritual, de modo figurado, indica-nos hoje, a necessidade do desapego e libertação do passado (2ªCo 5.17).
4) A Porta do Vale (Ne 2.14)
“E de noite saí pela porta do vale, para a banda da fonte do dragão, e para a porta do monturo, e contemplei os muros de Jerusalém”.
5) A Porta do Monturo (Ne 3.13)
“A porta do vale reparou-a Hanum e os moradores de Zanda; estes a edificaram, e lhes levantaram as portas com as suas fechaduras e os seus ferrolhos. E a porta do monturo, reparou-a Malquias, filho de Recabe, maioral do distrito de Bete-Haquerém...”.
A porta do vale era por onde passavam os esgotos, as águas que se projetavam no vale do Cedrom (Tg 4.8).
6) A Porta da Fonte (Ne 3.15)
“E a porta da fonte reparou-a Salum, filho de Col-Hozé, maioral do distrito de Mizpa...”.
A porta da fonte simbolizava a bênção divina constante a brotar na nascente. Essa porta ficava ao sul de Jerusalém perto da fonte de Siloé, onde o cego de nascença foi curado por Jesus! (Jo 9.10,11).

Espiritualmente simbolizava a realidade dos milagres dos evangelhos profetizados por Isaías (Is 61.1 – Lc 4.18,19) e realizados por Jesus; poder este delegado para a igreja para a dispensação da graça (Lc 10.19).
7) A Porta do Pátio do Cárcere (Ne 3.25)
“Palal, filho de Uzai, reparou defronte da esquina e a torre que sai da casa real superior, que está junto ao pátio da prisão”.
Neste pátio o profeta Jeremias esteve preso (Jr 32.2). Espiritualmente simboliza “as cadeias” ou “prisões” que imobiliza o pecador, ou até mesmo o crente que se descuida da vigilância (Jo 8.32,36). As prisões podem ser quebradas pelo pode de Deus (At 16.26).
8) A Porta das Águas (Ne 3.26)
“Ora os netinins habitavam em Ofel, até defronte da porta das águas, para o oriente, e até a torre alta”.
Esta porta proporcionava suprimento de água para a cidade.
Espiritualmente, esta porta simboliza as águas da Palavra de Deus e do Espírito Santo que devem regar continuamente o arraial dos santos, a igreja do Senhor (Sl 63.1).
9) A Porta dos Cavalos (Ne 3.28)
“Desde a porta dos cavalos repararam os sacerdotes, cada um defronte da sua casa”.
Naqueles dias, os cavalos eram peças essenciais nas guerras, sem os quais os carros não poderiam andar. Os cavalos simbolizavam as guerras, as batalhas, as lutas, enfim, as conquistas dos povos!
Espiritualmente, traz-nos à lembrança o imensurável amor de Deus que deu o seu unigênito Filho para levar sobre si as nossas cargas de pecado, de doenças, de possessões (Jo 3.16 e Is 53.4).
10) A Porta Oriental (Ne 3.29)
“...E depois dele reparou Semaías, filho de Secanias, guarda da porta oriental”.
Acredita-se que esta é a porta pela qual Jesus entrou em Jerusalém, e que hoje se encontra lacrada! Espera-se que o Messias entre por ela em sua segunda vinda.
Ez 44.2 – “E disse-me o Senhor: Esta porta estará fechada, não se abrirá; ninguém entrará por ela, porque o Senhor Deus de Israel entrou por ela; por isso estará fechada”.
Na simbologia espiritual esta porta representa a volta de Jesus; o eminente arrebatamento dos salvos! Esta porta deve estar aberta na vida da igreja, cuja oração deve ser: Ap 22.20 – “Aquele que testifica estas coisas diz: certamente cedo venho. Amém. Ora vem, Senhor Jesus”. Ver ainda 1ªTs 5.23.



11) A Porta de Mifcade [Atribuição] (Ne 3.31)
“Depois dele reparou Malquias, filho dum ourives, até à casa dos netinins e mercadores, defronte da porta de Mifcade, e até a câmara do canto”.
A porta da atribuição, no aspecto espiritual, nos fala da “comissão divina” da definição de atribuições ao seu povo!
A grande comissão do Senhor Jesus para seus discípulos nós encontramos nos Evangelhos (Mt 28.18-20).
12) A Porta de Efraim (Ne 8.16)
“Saiu, pois, o povo, e de tudo trouxeram, e fizeram para si cabanas, cada um no seu terraço, e nos seus pátios, e nos átrios da casa de Deus, e na praça da porta das águas, e na praça da porta de Efraim”.
Efraim significa “fruto dobrado”.
Porção dobrada da herança era um direito de primogenitura (Hb 12.12).

CONCLUSÃO
Como se vê, apesar de quase desconhecidos pela maioria daqueles que possuem um exemplar da Bíblia, o livro de Deus registra esses nomes focalizados; nomes esquecidos, mas nomes históricos, reais, simbólicos, mas ricos em tradição.

As doze portas monumentais da Jerusalém celestial, da nova Jerusalém, não têm um significado de defesa, já que a paz é absoluta e as portas permanecerão sempre abertas, pois sua finalidade é exaltar a magnificência da imagem da cidade eterna!


Pastor José Valente


Fonte: http://www.recantodasletras.com.br/artigos/1362791